segunda-feira, 10 de março de 2008

no espaço e no tempo




Amar o que eu sou,
Todo indivisível que constitui o ser
e o acontecer do meu corpo,
no espaço e no tempo...
Amar as coisas que eu estou fazendo
e o modo como eu as faço...
Amar as minhas limitações,
como amo as minhas possibilidades...
E nos meus acertos e erros,
amar o projeto que vai se transformando em obra
no trabalho da construção de mim mesma.
Amar-me como eu estou aqui e agora,
vivendo a vida simplesmente, naturalmente,
com o ar que eu respiro,
o chão que eu piso,
as estrelas que eu sonho...
Às vezes gostar de mim é um desafio,
uma prova de fogo que revela
se eu realmente me amo,
ou apenas finjo amar-me...
Gostar de mim na perda,
quando a vida me fecha uma porta,
sem nenhum aviso ou explicação...
Gostar de mim quando erro,
quando fracasso,
quando não dou conta,
quando não faço bem feito e
ainda encontro quem me critique ou
zombe de mim por eu ter sido apenas
o que sou:
limitada, vulnerável, imperfeita, humana
-Celebro o amor ... com todo meu amor!!!

**************************************************

3 comentários:

Akinogal disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Nicola disse...

Helena.... sou o Marco do bloguinho
http://marcominafra.blog.terra.com.br

Obriado pela visita e você me deixou numa situação difícil:
Qual dos dois visito primeiro ??

Marco Aurélio
maminafra@terra.com.br
A cona do orkut é de meu filhão...

Nicola disse...

Eu de novo....
De qual site vc baixa essas ftos lindas ????
Me fala ???

Marco Aurélio
maminafra@terra.com.br
A conta do orkut é de meu filhão, o Nicola.