quarta-feira, 21 de outubro de 2009

luz


***

Adoro a luz que uma vela dá. Não porque seja fetiche mas porque uma vela é sempre uma vela. E tem uma luz suave, calma, doce, que oscila a cada mínima corrente de ar. A luz de uma vela faz pensar em coisas bonitas românticas, principalmente quando nos encontra-mos só. Luz de vela tem paixão e carisma. È luz de sonho de poesia de sombras passageiras que se movem fugazes, na nossa mente e nos transporta a outras paragens, outras sensações outros instintos. Luz de vela é imaginação é romance, quantas vezes a iluminar um beijo. Luz de vela é calor que faz tremer tanto a chama como os sentidos quando estamos com quem amamos. Luz de vela empresta um brilho especial aos olhos e uma tonalidade de mel ao corpo. Luz de vela é amor verdadeiro, sem sentimentos recalcados nem receios. Não há mais nada entre duas pessoas que se amam a não ser o silencio do brilho de uma vela. E quando se apaga, fica o vazio da alma e o gelo no coração. Até acender de novo outra vela, que ilumine o amor e faça de novo haver paixão.

Um comentário:

Transcendente disse...

Só posso concordar contigo!
A luz da vela preenche o momento com arte e misticismo :)